REALCES

blog

"E esta, hein?"

Na minha última participação no Realces, falei-vos da saída para fotografar a tão ambicionada Chioglossa lusitanica, e de como essa mesma saída me levou a fotografar não só esta espécie mas também a rã-ibérica (Rana iberica) e do meu encantamento com a sua beleza e variabilidade intraespecífica.

Rapidamente observo por entre ervas ensopadas pela geada duas salamandras-lusitânica. E é imediata a constatação da sua beleza, com a banda dorsal de cor cobre a assumir ênfase e destacando todo um fulgurante contraste de cor sobre o restante corpo mais negro. São estas características que me fazem parar primeiro para as observar, e depois perceber o restante…

Uma cauda longa e desproporcional em relação ao corpo, mas que ainda assim lhe confere uma cativante forma esguia e delgada, aliado a uma pequena e achatada cabeça com olhos grandes e proeminentes em posição lateral. É esta forma de cabeça com olhos mais desenvolvidos que me levam a imaginar estes tímidos e fugidios animais como ainda assim sendo de certa forma curiosos e perspicazes.

Finalizo a minha participação desta semana com uma frase que tenho repetido - ao bom jeito de Fernando Pessa, jornalista que no final das suas peças finalizava também com a mesma célebre expressão - em cada presença minha: “são de facto animais que a cada saída e fotografia me surpreendem mais”. Poderei também acrescentar: “E esta, hein?”

Projecto Realces