REALCES

blog

Arrábida

O conhecimento de uma determinada zona, pelo menos para mim, é um processo lento, muitas vezes marcado por uma certa dose de frustração e insucesso, contudo, os momentos vão surgindo.

A Arrábida não se está a mostra como uma missão acessível, principalmente pelo meu desconhecimento da área, tão errado que estava quando disse que a conhecia razoavelmente. Tenho também a seca que tem vindo a deixar a sua marca como fator negativo, torna tudo um pouco mais feio, bem como a minha quase total incapacidade de trabalhar com tempo quente, fatores que me levam a concluir que os últimos meses têm sido pouco produtivos.

Nem tudo é negativo, ao longo de todo este tempo e processo de exploração da zona, tenho presenciado momentos simplesmente fabulosos, tais como, o nascer do sol que assisti do alto de uma colina, ainda a semana passada, como o percorrer trilhos com vegetação mais fechada que “desaguam” em clareiras onde, na altura certa, se encontra inúmeras espécies de orquídeas, qualquer dia tenho que fazer aqui um artigo apenas e só com orquídeas, mas também os passeios pela linha de costa.

Nuno Cabrita

Projecto Realces