REALCES

blog

Ambientes

_3072x1728-000147.jpg

Espreito pela pequena janela do Hidrohide e observo os ambientes que me rodeiam. Procuro o meu objecto fotográfico e enquadro com a luz que o envolve. No espaço de uma hora, ao nascer do sol, posso encontrar uma variedade incrível de luzes e ambientes que realçam o meu trabalho.

realces4.jpg

O dia começa com uma luz fria, algumas das vezes com neblina densa que limita a visibilidade e apenas permite vislumbrar o contraste negro das patas e bico da ave. À medida que o sol ganha terreno no horizonte, a neblina dissipa-se e as luzes brancas dão lugar aos tons azulados. Em contraluz, os tons acizentados da Garça-real podem passar despercebidos mas a luz que atravessa os seus contornos acabam por atraiçoá-la e revelar a sua posição.

realces5.jpg

Por fim, o sol nasce e em poucos segundos o azul dá lugar ao laranja carregado numa explosão de luz que dá a conhecer tudo o que é silhueta. As luzes quentes batem nas asas das aves que ladeiam a albufeira e a actividade começa num frenesim. Os próximos 20/30 minutos são a “happy hour” da fotografia de acção e cada segundo pode ser decisivo para a captura dos melhores momentos.

realces3.jpg

RICARDO LOURENÇO

Projecto Realces